Surma

Band :
Title : 16 de Setembro
Label : ,
Catalog ref. : 23h00

Débora Umbelino é original de Leiria mas o que nos traz vem de locais bem mais exóticos. SURMA, é o seu projecto one-woman-band, onde domina teclas, samplers, cordas, vozes e loop stations em sonoridades que fogem do jazz para o post-rock, da electrónica para o noise e nos levam para paragens mais ou menos incertas, com paisagens desconhecidas e muito prazer na viagem.
O primeiro single/video de apresentação “Maasai” é produzido por Emanuel Botelho (Ex-Sensible Soccers) e misturado e masterizado por Paulo Mouta Pereira. O Video, de Eduardo Brito, foi filmado na cidade fantasma de Doel.
Ao longo dos último ano Surma foi actuando de norte a sul do país, passando por festivais como o Super Bock Super Rock, Milhões de Festa ou Lisb On e levou o seu concerto a países como Espanha, França, Suécia, Reino Unido e Alemanha.
Está prestes a finalizar a gravação do primeiro disco, “Antwerpen”, que não terá nenhum dos temas que habitualmente tem tocado ao vivo.
“Hemma”, o primeiro single do disco de estreia, acabou de ser apresentado.

Thunder & Co.

Band :
Title : 15 de Setembro
Label : ,
Catalog ref. : 23h

Os Thunder & Co são uma banda de música de dança a atirar para o emocional cujo som é caracterizado pelas batidas balançantes envoltas em acordes tristonhos e ambientes tensos. Pelo menos é o que tem saído da fábrica de trovões em Lisboa, propriedade de Rodrigo Gomes e Sebastião Teixeira. Estes dois amigos casam os gostos, discutem, negoceiam e, juntamente com o seu fiel produtor, Duarte Ornelas, chegam ao som dos Thunder & Co.

A banda estreou-se em Março de 2014 com um EP homónimo e com o single “O.N.O.” que teve grande aceitação nas rádios e suscitou o interesse da editora NOS Discos.

Os convites para actuarem ao vivo começaram a surgir e a estreia em palco aconteceu na primeira edição do festival de música electrónica Lisb_On. Até ao final do ano, e depois de gravarem “Do it”, um single feito em colaboração com o produtor português Ka§par, os Thunder & Co. actuaram no Musicbox, na 1ª parte de Taylor McFerrin e no NOS Club (Casa da Música). Entre actuações, estiveram concentrados em gravar este o primeiro disco.

Dynamic Duo (Stikup + DJ Cruzfader)

Band :
Title : 15 de Setembro
Label : ,
Catalog ref. : 02h30

Uma dupla que dispensa apresentações, composta por dois DJs e produtores com uma vasta e longa carreira no DJing nacional.

DJ Cruzfader, o mais conhecido DJ de Hip Hop nacional, conhecido por trabalhar com os melhores nomes do género. Vencedor de Três Prémios “Dance Club” é igualmente DJ oficial de Sam the Kid e membro dos Orelha Negra, uma das bandas mais requisitadas e escutadas a nível nacional.

Stikup, tecnicamente dotado, triplo vice campeão de scratch (DMC & IDA).  Fundador e membros dos Makongo, detêm várias participações com nomes na música urbana portuguesa, entre eles Sam The Kid, Valete, Boss AC, Tekilla, Kacetado entre outros.

Dynamic Duo trazem sempre consigo um selo de originalidade onde os gira discos são o principal factor. Com uma leitura de pista acima da média, conseguem sempre misturar vários estilos, desdo o hip hop, passando por trap, moombaton, dancehall, twerk e até rock. Sempre com uma criteriosa seleção musical.

A aposta para 2017 é a curadoria das festas façam barulho com participação de nomes fortes do hip hop nacional, bem como a produção, com o lançamento de várias músicas ao longo do ano.

DJ JonyDaFox

Band :
Title : 15 de Setembro
Label : ,
Catalog ref. : 01h00

Há 8 anos que o João Conceição metia o nariz nas playlists onde era chamado. Rapidamente ganhou o gosto aos pratos, assumiu-se como JonyDaFox e passou dos Sunsets para as pistas, e das pistas para os festivais! Das 50 pessoas num fim de tarde às 5000 no Festival do Crato, o empenho é sempre o mesmo e a versatilidade infinita. Na sua calma, aparenta não partir um prato, todavia, parte a loiça toda.

Valter Lobo

Band :
Title : 15 de Setembro
Label : ,
Catalog ref. : 21:00

Valter Lobo, músico e advogado do Porto, apresenta-nos “Mediterrâneo”, primeiro álbum de originais depois de um muito bem sucedido “Inverno EP”.Valter Lobo, músico e advogado do Porto, apresenta-nos “Mediterrâneo”, primeiro álbum de originais depois de um muito bem sucedido “Inverno EP”.

Sempre com o português em punho e voz pujante, com as componentes lírica e sonora marcadas por um grande sentimentalismo e melancolia, faz uma reaproximação ao calor humano e ao mundo, na busca de um clima mais ameno, despido de materialismo e onde os bens essenciais à sobrevivência são a proximidade com o mar.

Ao vivo, o concerto é de entrega intensa e proximidade desarmante. Um grande valor da nova música portuguesa.

Janeiro

Band :
Title : 15 de Setembro
Label : ,
Catalog ref. : 22h

Janeiro, desde cedo se apaixonou pela música. Aos 13 anos começa a tocar guitarra, hobbie este que foi desenvolvendo até se transformar num fio condutor para o crescimento de Janeiro como artista. Aos 18 anos decide deixar a sua cidade natal, Coimbra, para se mudar para Lisboa com o intuito de estudar Jazz no Hot Clube De Portugal, Musicologia na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas e dar-se a conhecer ao mundo como músico e compositor.

No último ano da sua licenciatura, com 20 anos de idade, apresentou o EP de estreia “Janeiro”. Gravado no seu home studio improvisado, onde o talento e a força de vontade foram maiores que as próprias condições num trabalho discográfico meio alternativo, que pisca o olho ao fado e ao jazz, mas também à R&B electrónica.
Com influências que vão desde o rock até à bossa nova, passando pelo jazz e música clássica, Janeiro tem uma visão muito clara sobre o caminho a percorrer. Quer continuar a crescer como artista e apresentar canções pop elegantes e sofisticadas que reflitam a vida de todos nós e que, ao mesmo tempo, o identifiquem.

Maura

Band :
Title : 16 de Setembro
Label : ,
Catalog ref. : 22h

Com apenas 16 anos, quando se preparava para trilhar uma carreira na área da moda durante um festival internacional, Maura acabou por arrebatar o prémio na categoria de Melhor Talento com uma interpretação de fado, perante um júri composto por representantes de sessenta países.

Desde então, acumula a experiência que só as casas de fado conseguem proporcionar, e tem marcado presença em importantes eventos, como o Festival de Fado de Marrocos, o Festival NOS Alive, sendo considerada a revelação da edição de 2016 do Festival Caixa Alfama.

Apesar de muito jovem, Maura transmite uma força e magnetismo que não passam despercebidos.

King John

Band :
Title : 15 de Setembro
Label : ,
Catalog ref. : 21h30
  • King John Foto Vera Marmelo
  • King John Foto Carlos Melo
  • King John Foto Rui Soares

António Alves é originário da Ilha de São Miguel, nos Açores. O passado guarda-lhe uma vida num barco, uma carreira como jogador de futebol e nos últimos dois anos, uma ascensão vertiginosa na cena musical açoriana passando em todos os principais palcos do paraíso vulcânico: Festival Tremor, Monteverde Festival, Maré de Agosto o Coliseu Micaelense. Em 2016 apresentou-se também em Lisboa, Porto, Londres à boleia da tour do Festival Tremor, e aproveitou o embalo para se instalar em Lisboa.

Em outubro, lançou o EP “ Blues Better Than Therapy” . Uma colecção de 5 canções de um rock que cheira a folk, com nariz de lobo e coração de homem à beira de um ataque de nervos. Há mel e socos debaixo da cintura, pisadelas em Donald Trump, dedicatórias de amor e uma capa com asas de anjo. Veio António Alves dizer que tem a América no sangue, e que o blues é a melhor terapia para exorcizar dramas, falar sobre o mundo e inscrever o que importa do presente. Veio afirmar também que a nova música açoriana está de saúde e recomenda-se.

Terraza

Band :
Title : 16 de Setembro
Label : ,
Catalog ref. : 22h30

Os Terraza são um dueto musical português composto por dois actores que escrevem e compõem as suas músicas, em português. Exploram as possibilidades da música no
universo intimista e performativo.

A conjugação não poderia ser melhor. A Lúcia traz as suas influências do Norte, o Mário do Centro, e encontram-se em Beja (Sul) onde ganham outra. Parece-lhes que podem dizer ter as três zonas na sua génese. E acreditam que é verdade.

No fundo, são dois actores que viram na música um encontro excepcional e que traduz o que não podem exprimir de outra forma. O peso do futuro, a mágoa da distância, o amor que existe é o que compõe os seus temas.

Assistir a um espectáculo dos Terraza é também esperar pela surpresa. Aliando à música o seu conhecimento de teatro, os dois actores propõem desta forma um espectáculo… fora do normal, com a imprevisibilidade de uma possível performance teatral.

Contam com mais 80 concertos em todo o país, com músicas a passar na Antena1 e com a edição do primeiro EP TRZ 122, que dá o mote de apresentação do duo, gravado e masterizado nos estúdios da PontoZurca.

"Embala-me"

"Embala-me" é uma das músicas que podem encontrar no nosso EP "TRZ 122" 🙂

Publicado por Terraza em Quarta-feira, 26 de Agosto de 2015

Trêsporcento

Band :
Title : 16 de Setembro
Label : ,
Catalog ref. : 23h

A banda de rock Lisboeta Trêsporcento lançou em Abril de 2017 TERRITÓRIO DESCONHECIDO, o seu terceiro longa-duração de originais, seguindo-se a «Hora Extraordinária» (2011) e «Quadro» (2012), discos de onde saíram os temas «Elefantes Azuis», «Veludo» e «Cascatas», tendo estes sucedido ao EP de estreia «Trêsporcento» (2009). O disco foi produzido por Flak (Rádio Macau, Micro Audio Waves) e teve como principais singles «O Sonho» (várias semanas à frente do ranking de temas mais votados pelos ouvintes da Antena 3) e «Tempos Modernos».

A actividade de estúdio dos Trêsporcento não esteve parada durante este hiato de mais de quatro anos sem um álbum de originais: em 2014 a banda editou «Lotação 136», um álbum gravado ao vivo no Teatro Aberto, em Lisboa, e em 2015 lançou dois singles, «Homem Novo» e «Aguentem-se os Fracos», gravados entre Lisboa e Sidney. A edição deste dois singles serviu como balão de ensaio de um novo processo de composição e gravação da banda, que veio a dar origem a TERRITÓRIO DESCONHECIDO.

Gravado entre Junho de 2016 e Janeiro de 2017, o álbum marca também a primeira colaboração entre a banda e Flak, que, para além de produzir, gravou o disco no Estúdio do Olival. O processo de gravação bastante mais espaçado no tempo que o habitual nos Trêsporcento permitiu uma relação de cumplicidade entre a banda e Flak, que se envolveu de uma maneira decisiva no processo criativo do disco. Para além do trabalho de produção, Flak é também responsável por muitos dos arranjos em vários temas.