Rui Veloso

Band :
Title : 16 de Setembro
Label : ,
Catalog ref. : 23:30

O cantor, compositor e guitarrista Rui Veloso é a mais recente surpresa para a 6.ª edição do Belém Art Fest, que decorre nos próximos dias 15 e 16 de setembro nos mais emblemáticos espaços de Belém. O grande nome da música portuguesa vai atuar sábado, dia 16, no magnífico Claustro do Mosteiro dos Jerónimos, num concerto que promete fundir-se na perfeição com este espaço histórico.

Rui Veloso dispensa apresentações, dono de temas de sucesso que atravessam gerações, como “Chico Fininho”, “Não há estrelas no céu”, “A paixão (segundo Nicolau da viola)”, “Jura”, “Porto Covo” e “Nunca me esqueci de ti”, o músico leva ao Belém Art Fest um espetáculo que passará em revista estes e muitos outros temas que marcam a sua carreira de sucesso que já conta com mais de três décadas.

O músico que elevou a qualidade da música em Portugal cruzou o palco com alguns dos mais galardoados nomes da música internacional, B.B.King, Gilberto Gil, Lenine, no projeto Rio Grande (com Tim, Vitorino, João Gil e Jorge Palma), entre muitos outros.

Tiago Bettencourt

Band :
Title : 15 de Setembro
Label : ,
Catalog ref. : 22h30

Autor de várias composições de referência da nova música portuguesa, Tiago Bettencourt apresenta em 2013 um concerto onde revisita os temas mais marcantes do seu percurso. Foi há 10 anos que embarcou naquela que seria a sua primeira aventura em estúdio, com Toranja, marcando para sempre o panorama musical português.

A riqueza da simplicidade dos seus poemas e melodias depressa captou a atenção do público e se “Esquissos” foi um sucesso de vendas, o álbum “Segundo” também não ficou aquém. Temas inesquecíveis como “Carta” e “Laços” são indissociáveis das suas melodias e da sua voz marcante. Já em 2006 os Toranja anunciam uma pausa prolongada. É então que Tiago Bettencourt parte para o Canadá e tendo como banda de apoio os Mantha, grava o álbum “Jardim”, editado em 2007 com o grande êxito “Canção Simples”. Em 2010, é editado “Em fuga”com o single “Só mais uma volta”. A mesma edição exclusiva CD DVD contém imagens inéditas de estúdio durante a gravação de «Em Fuga», juntamente com uma filmagem de músicas do primeiro álbum a solo do músico. O DVD resulta numa longa-metragem que acompanha vários momentos da carreira do músico até ao presente álbum.

No final do ano de 2011 é editado o álbum, “Tiago na Toca e os Poetas”, um projecto à parte que reúne uma série de poemas musicados por Tiago Bettencourt, bem como algumas versões gravadas no verão de 2008, entre os álbuns “O Jardim” e “Em Fuga”. Neste álbum, que surge acompanhado de um livro, Tiago o músico canta poemas de autores portugueses como Florbela Espanca e José Carlos Ary dos Santos, na companhia de amigos, entre eles, Carminho, Camané, Fernando Tordo, entre outros. A 26 de Novembro de 2012 chega às lojas o mais recente trabalho de Tiago Bettencourt.

O regresso aos discos é também uma imensa celebração: reunido de convidados e munido dos melhores momentos de uma carreira exemplar, «Acústico» assinala um percurso de uma década de muitas experiências e sucesso, que não só revelou uma das maiores vozes nacionais como trouxe um dos grandes autores da sua geração. Registado num concerto único, em estúdio, em «Acústico» recria-se de forma simples e original momentos incontornáveis como «Carta», o primeiro single, «Laços», «Canção Simples», «Só Mais Uma Volta», entre muitos outros. Mas, na aventura de olhar o passado, «Acústico» também apresenta as pistas para o futuro, através do inédito «Temporal». «Acústico» nasceu num espectáculo íntimo, gravado no passado Verão, perante cerca de 60 pessoas.

O álbum conta com duas colaborações de luxo: Lura e Jorge Palma. Segundo Tiago Bettencourt, «este álbum é o que é: o conjunto das músicas que, desde o meu princípio como músico, o grande público foi escolhendo como suas preferidas. Canções despidas e rearranjadas, ao vivo, sem truques».

Valter Lobo

Band :
Title : 15 de Setembro
Label : ,
Catalog ref. : 21:00

Valter Lobo, músico e advogado do Porto, apresenta-nos “Mediterrâneo”, primeiro álbum de originais depois de um muito bem sucedido “Inverno EP”.Valter Lobo, músico e advogado do Porto, apresenta-nos “Mediterrâneo”, primeiro álbum de originais depois de um muito bem sucedido “Inverno EP”.

Sempre com o português em punho e voz pujante, com as componentes lírica e sonora marcadas por um grande sentimentalismo e melancolia, faz uma reaproximação ao calor humano e ao mundo, na busca de um clima mais ameno, despido de materialismo e onde os bens essenciais à sobrevivência são a proximidade com o mar.

Ao vivo, o concerto é de entrega intensa e proximidade desarmante. Um grande valor da nova música portuguesa.

Hearts and Bones

Band :
Title : 16 de Setembro
Label : ,
Catalog ref. : 20h30

Hearts and Bones são Petra Pais e Luís Ferreira, fundadores de uma das mais reconhecidas bandas de blues nacionais, a Nobody’s Bizness, juntos em dueto e em visita ao blues e à folk norte-americana. Voz, guitarra e décadas de histórias em canção é o que trazem ao público com a paixão que os tem movido, prestando homenagem aos seus heróis, assim como os seus próprios temas, escritos ao longo de mais de uma década de parceria. De Robert Johnson a Patsy Cline, de Paul Simon a Neil Young, Hearts and Bones partilham o amor à música num formato intimista e cru, em que vagueiam tanto os fantasmas do Mississippi como os do Tejo que os viu crescer. A dupla esteve presente na edição de 2016 do Festival Músicas do Mundo de Sines.

Petra Pais: voz, guitarra e percussões
Luís Ferreira: guitarra, guitarra dobro (slide) e vozes

História do Mosteiro dos Jerónimos

Band :
Title : 15 e 16 de setembro
Label : ,

O Mosteiro dos Jerónimos é Monumento Nacional desde 1907 e, em 1983, a UNESCO classificou-o como Património da Humanidade.

Perto do local onde o Infante D. Henrique, em meados do séc. XV, mandou edificar uma igreja sob a invocação de Sta. Maria de Belém, o rei D. Manuel I construiu um grande Mosteiro. Para perpetuar a memória do Infante, pela sua grande devoção a Nossa Senhora e crença em S. Jerónimo, D. Manuel I decidiu fundar em 1496, o Mosteiro de Sta. Maria de Belém, perto da cidade de Lisboa, junto ao rio Tejo.
Doado aos monges da Ordem de S. Jerónimo, é hoje vulgarmente conhecido por Mosteiro dos Jerónimos.

Panteão da Dinastia de Aviz-Beja a Igreja acolhe no séc. XIX sepulturas de heróis e poetas: Vasco da Gama e Luís de Camões.

Hoje é admirado como o expoente máximo da arquitetura manuelina do séc. XVI, e parte integrante da cultura e identidade portuguesas.

O Mosteiro dos Jerónimos é desde 1983 Património da Humanidade da UNESCO.
Notável obra de arquitetura do séc. XVI é parte integrante da cultura e identidade portuguesas.